Weby shortcut

dissertação murilo

Atualizado em 25/08/15 14:56.

Título: Mulheres mutiladas e mulheres desonradas: a importância da luta de Mukhtar Mai e Khady Koita
Autor (a): Murilo Chaves Vilarinho
Orientador (a): Dijaci David de Oliveira


Ano: 2011
Tipo:  Dissertação

Local: Programa de Pós Graduação em Sociologia - FCS/UFG

Resumo: 

Esta dissertação de mestrado é uma análise a partir dos relatos de duas mulheres que romperam com a tradição patriarcalista de suas sociedades e resolveram lutar a favor da dignidade da mulher. Fala-se da paquistanesa Mukhtar Mai e da senegalesa Khady Koita. A primeira foi vítima de estupro coletivo ordenado pelo conselho tribal de Meerwala no Paquistão. A segunda teve seu clitóris retirado aos sete anos de idade num ritual de purificação, procedimento tradicional no Senegal. Assim sendo, cada qual em seu contexto, ambas mulheres, se rebelaram contra os atos sofridos e denunciaram a violência que é cometida em nome da tradição, ou seja, da honra do homem. Ao denunciar ao mundo as violências sofridas, um feito que se transformou em símbolo para os direitos humanos das mulheres, Mukhtar Mai e Khady Koita ganharam notoriedade local e internacional na luta pelo fim dos crimes de honra e mutilação genital feminina. É sobre as atitudes de ruptura com a tradição e sobre a luta destas mulheres que recaem as reflexões deste trabalho, ou seja, é à luz das teorias feministas, do campo dos Direitos Humanos (formado por meio dos tratados, convenções e cartas humanitárias), e dos direitos humanos das mulheres que se buscou compreender a quebra com os padrões de submissão em sociedades de patriarcalismo entrincheirado como lembra Therborn (2006), e o significado dos feitos desses indivíduos para os Direitos Humanos em geral, e para a condição feminina em específico.

Palavras-chave:

Patriarcalismo, Direitos Humanos das Mulheres, Mutilação, Crimes de Honra, Violência e Ruptura.

Acesso: AQUI

Listar Todas Voltar